A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte de Roberto de Souza Barros, o “Robertinho”, 34 anos, ocorrida no dia 14 de novembro do ano passado, na Fazenda Cenário, em Chupinguaia. Ele foi agredido a pauladas e ficou 11 dias em coma no hospital Heuro de Cacoal e morreu. O autor do crime é Zenildo Duarte Batista, 48 anos, amigo de trabalho da vítima. Ele está foragido.

Para o delegado Nubio Lopes de Oliveira, que esteve à frente do caso, o crime se trata de um homicídio qualificado, quando existe intenção de matar. Zenildo, conhecido pelo apelido de Paraguai, foi indiciado e qualquer informação sobre seu paradeiro deve ser comunicado à Polícia Militar no 190 ou no 197 da Polícia Civil. Em Juína, no Mato Grosso, ele foi condenado por assassinato e ocultação de cadáver.

O crime

Segundo a Polícia Civil, a vítima e o assassino dividiam a mesma casa na fazenda e na noite do crime se reuniram com outros funcionários da propriedade para fritar peixes e comer acompanhado de bebidas alcoólicas.

Por volta da meia noite os trabalhadores foram dormir, ficando na casa apenas Roberto e Zenildo. Conforme o delegado Núbio Lopes, os fatos que se sucedem durante a madrugada são até hoje desconhecidos, o que se sabe é que Roberto foi encontrado gravemente ferido na manhã seguinte. O colega dele, Zenildo, sumiu da fazenda desde aquela data, apenas uma camiseta dele suja de sangue foi encontrada ao lado da vítima. Para fugir, ele furtou uma moto que pertencia ao dono da fazenda. O veículo foi encontrado semanas depois na cidade de Espigão do Oeste.

A polícia pede ajuda da população para prender o foragido.

Fonte: Vilhena Noticias

Seja Bem Vindo(a) ao Opiseiro.com, o Melhor da Festa! 12 Anos em Ouro Preto do Oeste e Região
+